Os livros de leitura e as ilustrações no Brasil do entresséculos

Daniela Maria Segabinazi, Ana Paula Serafim Marques da Silva, Valnikson Viana de Oliveira

Resumo


O final do século 19 e o início do 20, no Brasil, apresentaram intensas mudanças artísticas, filosóficas e políticas que influenciaram o campo literário da época. Tais modificações também chegaram à produção de escritos destinados a crianças, com aumento da demanda por livros escolares, nos quais as ilustrações ocuparam um lugar importante na sua composição material, articulando-se ao projeto de formação de uma infância brasileira por meio da leitura. Nesse sentido, realizamos um recorte do texto imagético nos livros de leitura de autores brasileiros, destacando de que maneira contribuía para a educação voltada à difusão de valores do período, analisando e ressaltando suas principais funções e simbologias; ademais, apresentamos os processos editoriais que envolviam sua escolha para publicação. Metodologicamente, empregamos a pesquisa descritivo-interpretativa de cunho qualitativo para a revisão bibliográfica e para a compreensão dos elementos não verbais como construção ideológica e literária. Verificamos que as gravuras que ilustram as obras infantis nacionais, além de contribuírem para a construção de representações sociais, morais e cívicas vinculadas à Primeira República, favoreciam o processo de formação leitora.


Palavras-chave


ilustração; livros de leitura; entresséculos.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, J. L. Histórias da nossa terra. 6. ed. rev. e aum. Rio de Janeiro: Francisco Alves; Paris: Aillaud, 1911. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2019.

ALMEIDA, P. D. Paginas infantis. 2. ed. São Paulo: Typografia Brazil Rothichild & Co, 1910. Disponível no acervo da Biblioteca Municipal Infantojuvenil Monteiro Lobato, em São Paulo.

ALMEIDA, P. D. Paginas infantis. 5. ed. aum. São Paulo: Escolas Profissionais do Liceu Coração de Jesus, 1934. Disponível no acervo da Academia Paulista de Letras, em São Paulo.

ARROYO, L. Literatura infantil brasileira. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Editora Unesp, 2011.

BILAC, O. Poesias infantis. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1904. Disponível em: . Acesso: 10 mar. 2019.

BILAC, O. Poesias infantis. Rio de Janeiro. São Paulo; Belo Horizonte: Francisco Alves & Cia; Paris: Aillaud; Lisboa: Alves & Cia, 1916.

CAMARGO, L. A poesia infantil no Brasil. Revista de Crítica Literaria Latinoamericana, Lima-Hanover, v. 27, n. 53, p. 87-94, 2001.

CAMARGO, L. Ilustração do livro infantil. Belo Horizonte: Lê, 1995.

CARVALHO, J. M. C. A formação das almas: o imaginário da República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

COELHO, N. N. Panorama histórico da literatura infantil/juvenil: das origens indoeuropeias ao Brasil contemporâneo. São Paulo: Ática, 2010.

COSTELLA, A. F. Introdução à gravura e à sua história. Campos do Jordão: Mantiqueira, 2006.

DANTAS, A. A. Zalina Rolim. São Paulo: Pannartz, 1983.

D’AVILA, A. Literatura infanto-juvenil. São Paulo: Ed. do Brasil, 1969. (Coleção Didática do Brasil, v. 20).

DICK. In: ONLINE Etymology Dictionary. [2019]. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2019.

FERREIRA, N. S. A. Um estudo sobre “Versos para os pequeninos”, manuscrito de João Köpke. Campinas: Mercado de Letras; São Paulo: Fapesp, 2017.

GALVÃO, A. M. O. O livro escolar de leitura na escola imperial pernambucana: tipos, gêneros e autores. In: BATISTA, A. A. G.; GALVÃO, A. M. O. Livros escolares de leitura no Brasil: elementos para uma história. Campinas: Mercado das Letras, 2009. p. 105-120. (Coleção Histórias de Leitura).

HANSEN, P. S. Autores, editores, leitores: o que os livros cívicos para crianças da Primeira República dizem sobre eles? História, São Paulo, v. 30, n. 2, p. 51-80, ago./dez. 2011. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2017.

HERSKOVITS, A. Xilogravura: arte e técnica. Porto Alegre: Tchê!, 1986.

KÖPKE, J. A poesia nas escolas (um livro de Zalina Rolim). O Estado de S. Paulo, São Paulo, v. 22, n. 62, 28 jan. 1896. p. 1.

KÖPKE, J. Versos para os pequeninos. Ed. Fac-similar. Campinas: FE/Unicamp, 2017. Publicação produzida originalmente como parte da edição n. 253 (março de 2017) da revista Pesquisa Fapesp. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2019.

LAJOLO, M.; ZILBERMAN, R. Um Brasil para crianças: histórias, autores e textos. São Paulo: Global, 1993.

MCKENZIE, D. F. The book as an expressive form. In: MCKENZIE, D. F. Bibliography and the sociology of texts. Cambridge: Cambridge University Press, 1999. p. 9-30.

OLIVEIRA, R. Breve histórico da ilustração no livro infantil e juvenil. In: OLIVEIRA, I. (Org.). O que é qualidade em ilustração no livro infantil e juvenil: com a palavra o ilustrador. São Paulo: DCL, 2008. p. 13-45.

OLIVEIRA, V. V. As raízes da poesia infantil de Zalina Rolim em Livro das Crianças. 2017. 142 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2017.

OLIVEIRA, V. V.; SEGABINAZI. D. M. A formação virtuosa através da ilustração em Livro das Crianças, de Zalina Rolim. Textura, Canoas, v. 17, n. 35, p. 265-290, set./dez. 2015.

PAIVA, A. P. M. A aventura do livro experimental. Belo Horizonte: Autêntica; São Paulo: Edusp, 2010.

PIZA, M. A. B. T. Zalina Rolim: poetisa e educadora. Itu: Ottoni, 2008.

POWERS, A. Era uma vez uma capa. Tradução de Otacílio Nunes. São Paulo: Cosac Naify, 2008.

RAMOS, G. A imagem nos livros infantis: caminhos para ler o texto visual. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

ROLIM, Z. Livro das crianças. Edição especial para as escholas publicas do Estado de S. Paulo. Pref. Gabriel Prestes. Boston: C. F. Hammett, 1897. (Série D. Vitalina de Queiroz).

SERRA, E. A arte de ilustrar livros para crianças e jovens no Brasil. Rio de Janeiro: FNLIJ, 2013.

SILVA, A. P. S. M.; SEGABINAZI, D. M. Memória infantil, escolar e literária em “Poesias infantis” de Olavo Bilac. Palimpsesto, Rio de Janeiro, v. 17, n. 27, p. 223-242, jun./ago. 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2019.

YOLANDA, R. O livro infantil e juvenil brasileiro: bibliografia de ilustradores. São Paulo: Melhoramentos, 1977.




DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6673.emaberto.32i105.4391

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Em Aberto, Brasília, DF, Brasil. e-ISSN:  2176-6673

 A Em Aberto está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0).

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasPublic Knowledge Project
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
LatindexBASE