Estudo sobre a recontextualização do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência

Gicele Maria Cervi, Milena Engels de Camargo

Resumo


Com o objetivo de problematizar o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e suas recontextualizações em três Instituições de Ensino Superior (IES) do estado de Santa Catarina, realizou-se uma pesquisa qualitativa, que teve como método a Abordagem do Ciclo de Políticas (ACP), proposta por Stephen Ball. Foram analisados os projetos institucionais das IES, cuja elaboração deveria atender à Portaria Capes nº 096/2013 e ao Edital 061/2013. Problematizar uma política pública educacional com base na ACP envolveu compreendê-la como uma construção que circula pelos diferentes contextos de produção das políticas. Nos projetos institucionais, constatou-se que os discursos das IES eram semelhantes quanto às questões propostas nos objetivos do Programa, porém, elas também apresentaram novos textos e discursos, singulares. O Pibid é uma política de Estado que se movimenta no sentido de potencializar os objetivos propostos para a formação de professores e os seus processos de recontextualização são uma possibilidade de construir outros processos e políticas, potencializando as singularidades de cada coletivo. 


Palavras-chave


políticas educacionais; formação de professores; Pibid; Abordagem do Ciclo de Políticas (ACP); Stephen Ball

Texto completo:

PDF

Referências


BALL, S. J. Education reform: a critical and post-structural approach. Buckingham: Open University Press, 1994.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência: edital de seleção nº 061/2013. Brasília, 2013a. Disponível em: Acesso em: 16 set. 2015.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Portaria nº 096, de 18 de julho de 2013. [Fica aprovado, na forma dos Anexos I e II, o Regulamento do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid)]. Brasília, 2013b. Disponível em: Acesso em: 20 mar. 2015.

CASTRO, E. Vocabulário de Foucault: um percurso pelos seus temas, conceitos e autores. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

FOUCAULT, M. Em defesa da sociedade: curso no Collège de France (1975-1976). Tradução Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

FOUCAULT, M. Ética, sexualidade e política. Tradução Elisa Monteiro e Inês Autran Dourado. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004. (Ditos e Escritos, v. 5).

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. Tradução Laura Fraga de Almeida Sampaio. 16. ed. São Paulo: Loyola, 2008.

GATTI, B. A.; BARRETO, E. S. S.; ANDRE, M. E. D. A. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: Unesco, 2011.

LOPES, A. C. Discursos nas políticas de currículo. Currículo sem Fronteiras, [Pelotas], v. 6, n. 2, p. 33-52, jul./dez. 2006.

MAINARDES, J. Abordagem do ciclo de políticas: uma contribuição para análise de políticas educacionais. Educação e Sociedade, Campinas, v. 27, n. 94, p. 47-69, jan./abr. 2006.

MAINARDES, J.; MARCONDES, M. I. Entrevista com Stephen J. Ball: um diálogo sobre justiça social, pesquisa e política educacional. Educação e Sociedade, Campinas, v. 30, n. 106, p. 303-318, jan./abr. 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6673.emaberto.30i98.3184

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Em Aberto, Brasília, DF, Brasil. e-ISSN:  2176-6673

Licença Creative Commons A Em Aberto está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasPublic Knowledge Project
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
LatindexBASE