Requalificação e resistência: o que o Profletras nos diz de um futuro que já chegou

Thomas Massao Fairchild

Resumo


A relação entre docência e conhecimento no Programa de Mestrado Profissional em Letras (Profletras) e de que modo ela pode indiciar processos mais amplos de transformação da profissão docente é discutida com base em dois conjuntos de dados: a) documentos normativos do Profletras; b) textos acadêmicos produzidos por alunos do programa. Os primeiros embasam uma discussão sobre a forma da pesquisa realizada pelos mestrandos; os segundos ilustram os efeitos desse modelo na constituição de padrões de escrita acadêmica. A condução do debate articula elementos da Análise do Discurso francesa com a proposta de “análise estrutural” de Michael Apple (1989). Destacam-se quatro observações sobre esse conjunto de dados: a) a interpelação do professor enquanto indivíduo pelo Programa; b) a obrigatoriedade da pesquisa sobre as próprias práticas; c) a desautorização explícita do próprio saber na escrita dos professores; d) a instauração de resistências implícitas em seus textos. Conclui-se que o Programa, embora fundamental enquanto espaço de formação pela pesquisa, apresenta características contraditoriamente favoráveis a um modelo de formação pautado na separação entre concepção e execução do trabalho de ensino.


Palavras-chave


profissão docente; formação de professores; escrita acadêmica; controle do trabalho

Texto completo:

PDF

Referências


APPLE, M. Educação e poder. Trad. Maria Cristina Monteiro. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.

APPLE, M. Trabalho docente e textos: economia política das relações de classe e de gênero em educação. Trad. Thomaz Tadeu da Silva, Tina Amado e Vera Maria Moreira. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

AUTHIER-REVUZ, J. Algumas considerações sobre modalização autonímica e discurso do outro. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 34, n. 2, p. 7-30, jun. 1999.

BRASIL. Ministério da Educação e Desporto (MEC). Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa. Brasília: MEC/SEF, 1998. Disponível em: .

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Portaria Normativa nº 17, de 28 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 29 dez. 2009. Seção 1, p. 20. Disponível em: .

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. artes de fazer. Trad. Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis: Vozes, 1994.

DUCROT, O. Esboço de uma teoria polifônica da enunciação. In: DUCROT, O. O dizer e o dito. Campinas: Pontes, 1987. p. 161-222.

FAIRCHILD, T. M. Dizer sobre a aula e mostrar a aula: a polifonia na escrita sobre as práticas de ensino. In: RIOLFI, C. (Org.). Professor de português: como se forma, trabalha e entende sua prática. São Paulo: Paulistana, 2015. p. 75-90.

GERALDI, J. W. Portos de passagem. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes: 1997.

NÚCLEO PERMANENTE DE CONCURSOS (Comperve-UFRN). Demandas e estatísticas. 2013. Disponível em: . Acesso em: 18 nov. 2016.

OLIVEIRA, S. B. Educação e controle: o trabalho docente nas escolas públicas de Belém. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE ESTUDOS LINGUÍSTICOS E LITERÁRIOS DA AMAZÔNICA (Ciella), 5., 2016, Belém. Anais... Belém: UFPA, 2016.

PROFLETRAS regimento. Anexo da Resolução nº 043/2012-CONSEPE (UFRN), de 15 de maio de 2012. Disponível em: ;

TARDIF, M. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários. In: TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Trad. Francisco Pereira. 17 ed. Petrópolis: Vozes, 2014, p. 245-276.




DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6673.emaberto.30i98.3172

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Em Aberto, Brasília, DF, Brasil. e-ISSN:  2176-6673

Licença Creative Commons A Em Aberto está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasPublic Knowledge Project
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
LatindexBASE