A universalização da avaliação e a criação do Ideb: pressupostos e perspectivas

Reynaldo Fernandes

Resumo


O artigo analisa o processo de incorporação da noção de responsabilização nas avaliações em larga escala e, em particular, as políticas de criação da Prova Brasil e do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Argumenta-se que a consolidação do processo de avaliação realizado pelo Ministério da Educação foi fundamental para a construção do que se identificou como modelo brasileiro de educação básica, formado pelo tripé: descentralização na oferta dos serviços educacionais, critérios de financiamento definidos pela Federação e avaliação centralizada.


Palavras-chave


Prova Brasil; Índice de Desenvolvimento da Educação Básica; avaliação; responsabilização; educação básica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6673.emaberto.29i96.%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Em Aberto, Brasília, DF, Brasil. e-ISSN:  2176-6673

Licença Creative Commons A Em Aberto está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasPublic Knowledge Project
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
LatindexBASE