A importância da avaliação e seus desafios: em defesa de uma responsabilização participativa

Luiz Carlos de Freitas

Resumo


Ensaio sobre as principais características de uma das políticas educacionais emergentes no cenário do ensino brasileiro – a política dos reformadores empresariais da educação – e lista suas consequências para o ensino público e para o magistério. Como contraponto, apresenta também os principais pontos que configuram uma política educacional alternativa, baseada tanto na confiança no sistema de ensino público de gestão pública como no magistério enquanto principal articulador e impulsionador da qualidade da educação.


Palavras-chave


responsabilização verticalizada; responsabilização participativa; magistério; escola pública; avaliação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6673.emaberto.29i96.%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Em Aberto, Brasília, DF, Brasil. e-ISSN:  2176-6673

Licença Creative Commons A Em Aberto está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasPublic Knowledge Project
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
LatindexBASE